Bloggers Unite - Blog Action Day

Ao que parece, hoje é um dia que muitos blogueiros do mundo vão escrever sobre um mesmo assunto: meio ambiente (Blog Action Day). Sendo mais específico, é provável que todos falem de algo relacionado a aquecimento global e mudanças climáticas. Não sei se trará alguma grande repercussão, mas pelo menos é mais uma desculpa para falar do mesmo tema.

ClickÁrvore. Você já plantou sua árvore hoje?A propósito, você já plantou sua árvore hoje? Se não, plante-a agora! Como? Pelo cyberactivismo. Entre no ClickÁrvore neste instante, cadastre-se e plante a sua mudinha virtualmente, a qual será plantada de verdade pela Fundação SOS Mata Atlântica. É uma instituição de grande credibilidade, portanto pode confiar que ela será plantada.

Mas adquira o hábito. Plante uma hoje, outra amanhã, mais uma depois de amanhã, até que isso se torne uma atividade rotineira. Se fizer isso por um ano, plantará 365 árvores, o que é uma colaboração razoável para reduzir a sua pegada de carbono (carbon footprint).

Este ano é um marco para a nossa história, devido a vários fatores. Primeiro, a população urbana se igualou a população rural. Segundo, porque houve grande atenção ao tema do aquecimento global, marcando um recorde curioso: no início do ano, a expressão “aquecimento global” se tornou a mais procurada em todos os buscadores.

Tal como outras pessoas que tomam o assunto mais a sério, foi um misto de esperança e decepção. Era ótimo ver o assunto ocupando as primeiras páginas dos jornais e revistas, sempre muito comentado e discutido. Os relatórios do IPCC, apesar de às vezes influenciado por questões políticas, mostraram ao mundo que algo não está bem. Melhor ainda foi ver grandes empresas expondo idéias ecologicamente corretas, produtos “verdes” e grandes projetos de recuperação ambiental.

Grande engano. Não levei muito tempo para perceber que, ao invés de estarem preocupados com os problemas ambientais, as pessoas e as empresas estavam mais interessadas em vender o próprio peixe, puxar a causa para si. A questão não é ideológica ou religiosa (salvemos o planeta!), é puramente prática. Talvez o maior exemplo disso seja o pseudo-não-próximo-candidato à presidência dos Estados Unidos Al Gore. Este pelo menos teve o mérito de jogar lenha na fogueira, ainda que nada tenha mudado substancialmente. Outros casos incluem empresas que dizem financiar pesquisas e projetos de produtos ou serviços verdes, mas que no fundo não têm a mínima intenção de mudar o próprio modelo de negócios. Aí incluem-se a Petrobrás e a Chevrolet.

Reciclagem Ecológica

A comunidade científica precisa ter um contato mais direto com o grande público. Se depender apenas da mídia, questões como essa ficarão num eterno vai-não-vai, é apenas aquele fogo de palha. É preciso ser dito sempre que o problema das mudanças climáticas estão relacionados às fontes de energia e às matérias-primas, principalmente. Se não, ficamos sem foco.

Segue abaixo um excelente documentário do Greenpeace:

 

Você já plantou sua árvore hoje?